Palavras não bastam

Você aprende o caminho do perdão, quando os outros caminhos não te levam a lugar algum.
Você aprende que a guerra não compensa, quando ela acaba e você vê, em pedaços, tudo o que foi construído.
Você aprende que palavras não bastam, depois que fala, grita, escreve, e nada muda.
E então você aprende que precisa mudar, quando os erros alheios te levam a cometer seus próprios erros.
E então você aprende que mudando de hábitos, de ações, de comportamento, de sentimento, você muda, e aprende.
Magoar, mentir, se arrepender, perdoar.
Ajudar, pedir, partir, voltar.
Calar, gritar, sorrir, chorar,
Errar, sofrer, corrigir, mudar.
É tudo sobre aprender a amar.
E amar não se resume no sentir.
É o que a vida pede quando te força a evoluir.
Amar é um desafio, é o que preenche o vazio.
É nossa missão, nossa lição, nosso caminho.
(By Kayte Araújo)

perdaon

Gentileza gera gentileza

Ele me disse: "Nossa, quantas pessoas legais!" 
Eu respondi: "É, quem tem boca 'vai à' Roma!"

Mas a história a seguir não é sobre dar ou conseguir informação, e sim sobre solidariedade.

gentileza

Estava eu hoje em Campinas, na fila para entrar num ônibus circular da cidade, quando vi um senhor tentando adentrar-se no ônibus, porém fora da fila. Na minha vez, dei permissão para ele passar, mas ele educadamente agradeceu e recusou-se. Ao entrar no ônibus me enrolei toda até tirar o dinheiro da bolsa, e à esta altura o senhor já havia entrado, e o vi perguntar ao motorista se o ônibus passaria próximo a uma rua “X”. Como o motorista não soube responder, eu me prontifiquei de procurar no GPS do meu celular (lê-se Google Maps, rsrs), e também aproveitei para pedir ao motorista para me informar quando chegasse na rua em que eu precisava ir.

Atravessei a catraca, sentei-me ao lado do senhor, e eis que começou a mágica: Um moço que sentou à nossa frente perguntou os endereços de ambos, e enquanto isso eu procurava no meu celular. Ele informou que na rua em que eu iria existem três pontos de ônibus, então pediu-me uma referência para facilitar a localização, e eu não tinha. Mas, a esta altura, já tinha um casal de senhores ao nosso lado nos dando dicas e tentando identificar a referência que o senhor havia fornecido, e então duas mulheres desconhecidas entre si também conversavam sobre nossos endereços. Em poucos minutos, vi o ônibus inteiro tentando nos ajudar. Um ligando para um amigo para perguntar se ele sabia onde ficava a tal referência, eu olhando no GPS os endereços, e a turma toda trocando informações a respeito.

Descobri que meu endereço e o do senhor eram bem próximos, então desceríamos no mesmo ponto. Então a equipe identificou o melhor ponto para descermos, duas pessoas nos informaram que deveríamos descer em um ponto após o deles e uma outra senhora disse que iria para a mesma rua que eu, então desceríamos os três juntos.

Descemos, e quando vi, estava eu dividindo meu guarda-chuva com a senhora, e o senhor veio logo atrás de nós, tomando uma chuva fina, apenas. Foi tudo muito rápido, ele seguiu para o destino dele, logo depois a senhora também seguiu o dela, e quando eu me vi sozinha, dei de cara com uma placa na parede de um bar, que dizia:

GENTILEZA GERA GENTILEZA

É. Acho que foi isso. Problemas simples foram resolvidos com atitudes simples, mas que tiveram grande significado para mim. Percebi que um ajudando o outro contagiou todo aquele lugar, e me vi em volta de pessoas solidárias e sorridentes, que prestaram informações e gastaram seus tempos conosco, sem nenhum de nós nunca termos nos visto, e principalmente, sem esperar nada em troca.

E na volta do meu compromisso encontrei a mesma senhora no ponto de ônibus (com quem eu havia dividido meu guarda-chuva), bem no ponto que ela havia me indicado, e fizemos o trajeto de volta compartilhando de uma conversa pausada, mas agradável. Não me senti incomodada com as histórias que ela me contou, e tão pouco com o silêncio que pairou entre uma história e outra (falta de assunto costuma incomodar as pessoas). Pegamos trânsito. Nem liguei.

Ahh, e quando cheguei em casa procurei na internet alguma informação sobre o tal bar com a mensagem que marcou meu dia, e apesar de não ter encontrado o que eu queria, encontrei isso aqui, que me deixou ainda mais feliz e surpresa com a atitude dos Campineiros. Vale a pena ler:

http://correio.rac.com.br/_conteudo/2014/11/ig_paulista/223237-campinas-tem-dia-para-celebrar-a-gentileza.html

Agradeci a cada um deles pelo lindo gesto, e agradeço também a você por ter reservado um minuto do seu tempo para ler sobre o meu dia. Achei que deveria compartilhar o dia feliz que tive, para quem sabe, contagiar mais alguém.

O dia foi cheio de acontecimentos, fiz coisas importantes e tive muitos aprendizados. E agora, além de poder dizer de boca cheia que gentileza gera gentileza, também posso dizer que felicidade às vezes é feita das coisas mais simples.

Kayte Araújo

Musicando #9 – Hoje o correr do tempo fez sentido, pra um querer que parecia proibido…

Olá PessoALL!

Segunda para mim é sempre um dia lindo, pois é dia de música nova por aqui! 😀

E a música de hoje é um sertanejo que tem uma letra muito linda, e foi pedida pelo meu padrinho Wellington, que é também meu primo e um grande parceiro, e que nesta semana completará mais um ano de vida! Não gosto de dar parabéns adiantado, mas fica aqui meu presente para você, padrinho! 😉

Se gostou deixe seu recadinho para mim, dê sugestões, curta e compartilhe bastante, e é claro, volte sempre!

 

E o que foi virou prefácio do que somos

E é real o que pra nós era um sonho

#Beijos e #GoodVibes

Unhas da semana #4 – Ombré com vermelho

Olá Meninas!

Estou de volta com as unhas da semana!

Fiquei ausente nas últimas semanas, porque fiz alguns testes com minhas unhas que não deram muito certo, mas a arte dessa semana eu achei digna de compartilhamento! 😀

IMG_20150307_130714

 

E nesta semana fiz minhas unhas com degradê (ou Ombré) em vermelho e cinza, estreando meus esmaltes da nova coleção da Hits Speciallitá assinada pela Marina Ruy Barbosa. Para saber sobre a técnica do Ombré, clique aqui.

PicMonkey Collagea

As cores que usei foram: Hippie Cremoso (Vermelho) e Rocker Perolado (Cinza) da Hits Speciallitá, e na filha única usei o mesmo vermelho, com uma cobertura do cintilante Star da Risqué.

PicMonkey Collage

Eu particularmente curti bastante fazer este degradê e gostei de como ficou a mistura das cores. Gostaram do resultado?

E aconteceu uma coisa super curiosa que eu queria compartilhar com vocês. Ontem quando acordei, meu celular estava pedindo para atualizar o software para a nova versão do Android (Lollipop), então deixei-o atualizando enquanto eu fazia minhas unhas. Então pintei e peguei o celular para tirar as fotos, e quando vi, o novo plano de fundo que estava no celular era da mesma cor das minhas unhas!! Como isso?!! Vejam:

IMG-20150308-WA0009

 

Demais, né?

E é isso aí, fiquem com mais algumas imagens e até a próxima! 😉

IMG_20150307_133140

IMG_20150307_130912

IMG_20150307_130629

IMG_20150307_131423

 

 

#Beijos e #GoodVibes

 

Projeto 6on6 #1 – Tema de Março: Água

Olá PessoALL!

Estou aqui para anunciar que a partir deste mês irei participar de um novo projeto!!!

nogZuh6

Trata-se de um projeto chamado 6 on 6 criado entre blogueiras, no intuito de postar em seus respectivos blogs todo dia 6 de cada mês, 6 fotos relacionadas a um tema pré-definido por nós. As fotos serão de autoria das blogueiras, e vai ser legal ver um único tema ser explorado por várias pessoas e sob várias perspectivas.

E o tema deste mês é Água,

que eu quero ilustrar não só com imagens, mas também com alguns trechos de músicas, já que ela é tão citada e lembrada em canções, e já que música, água (e ar) são o que me mantém viva neste planeta de água, chamado Terra.

E para começar:

“Tô no barato de ver o mar, daqui de cima eu já posso me ligar. Hoje eu tô no barato de cair no mar, na água salgada minha alma vou lavar.” (Tô no Barato – Planta e Raiz)

559151_269894916426032_493974964_nc

E quem não ‘tá’, não é mesmo? Este desejo tão simples que foi retratado pelos queridos da banda Planta e Raiz de forma tão alegre, é o que tento traduzir nesta selfie tirada há alguns anos, em uma das praias de Ilha Bela-SP. Hoje estou no interior, mas sempre ‘tô’ no barato de ver o mar, sem sombra de dúvida.

 

 “Água que nasce na fonte serena do mundo e que abre um profundo grotão. Água que faz inocente riacho e deságua na corrente do ribeirão. Águas escuras dos rios que levam a fertilidade ao sertão. Águas que banham aldeias e matam a sede da população…” (Planeta Água – Guilherme Arantes)

DSCF8464

A minha cidade é cortada por este extenso parque ecológico banhado por este rio, que nesta foto vem representar as águas escuras dos rios, citada por Guilherme Arantes na sua grande obra prima chamada “Planeta Água”, uma canção atemporal, cheia de sentimentos e que nos traz uma linda mensagem.

“Águas que movem moinhos são as mesmas águas que encharcam o chão… E sempre voltam humildes pro fundo da terra, pro fundo da terra… Terra, planeta água!” (Planeta Água – Guilherme Arantes)

IMG_20150103_121551759

 Ainda sobre “Planeta Água”, a foto acima representa as águas que brotam da terra. É uma foto bem humorada e despretensiosa, pois jamais esperaria este resultado ao registrar uma travessura de criança em um parque de diversões. (Hopi Hari-SP, 2015).

 

“São as águas de março fechando o verão. É a promessa de vida no teu coração…” (Águas de Março – Tom Jobim)

1

Na foto acima trago a água da chuva, que tanto precisamos e que tem vindo tão tímida nos últimos tempos, deixando algumas regiões do nosso Brasil carentes desta fonte de vida e em uma triste e inédita seca.

 

“A água que tu bebes, é a cura da enfermidade, que ataca tua carne, que veste tua alma, meu amor. Beba mais água menino, lembre-se que seu destino é algo que depende de você, só de você… Água de amor, pra viver bem, pra viver bem…” (Água de Amor – Adriana Torquato)

IMG_20150221_091323

Cuide da água que você usa. Sem parcimônia ficaremos sem ter o que beber. E como disse minha amiga Dri Torquato no trecho acima: “Beba mais água, menino […] pra viver bem…”.

 

“Ontem faltou água, anteontem faltou luz, teve torcida gritando quando a luz voltou. Não falo como você fala, mas vejo bem o que você me diz. Se o mundo é mesmo parecido com o que vejo, prefiro acreditar no mundo do meu jeito…” (Eu Era Um Lobisomem Juvenil – Legião Urbana)

IMG_20150304_082054

Sem água, sem luz. Imagine esta bela paisagem sem esta imensidão de fonte de vida? E imagine esta bela cidade sem energia para abastecer edifícios e lares? Não, não imagino, “prefiro acreditar no mundo do meu jeito”, como diria o grande poeta.

E é isto, cada foto foi tirada pensando na música que ela representaria, e em cada uma delas vai um pouquinho de mim.

Convido vocês a conferirem também o trabalho de minhas colegas, cujos links indico logo abaixo. Tenho certeza que será legal fazer esse “tour” pelas criativas representações deste tema maravilhoso escolhido para estrear o projeto.

Ianca Camila || Our Own Collection www.iancacamila.com.br/

Helena Simizu || Meu vício, meu eu… https://meuviciomeueu.wordpress.com/

Isadora Nascimento || Isadora Adora http://www.isadoraadora.com/

Mayra Beatriz || Diário da May http://www.diariodamay00.blogspot.com.br/

Mirela Ramos || Vita Insanis http://vitainsanis.blogspot.com

E pra finalizar quero dizer que adoro os recadinhos deixados por vocês aqui no blog e no facebook, isso me inspira a sempre fazer o melhor! Espero que gostem, comentem e que voltem sempre!

“Sou uma gota d’água, sou um grão de areia. Você me diz que seus pais não te entendem, mas você não entende seus pais…” (Pais e Filhos – Legião Urbana)

Musicando #8 (Autoral #1) – Vou aceitar o teu perdão, porque daqui não levo nada seu…

Olá Pessoal!

Estou aqui hoje para apresentar minha primeira música autoral para vocês! #aiquecoragem #aiquevergonha #eikebatista

Compus esta letra durante uma transição significativa na minha vida, e há pouco tempo transformei-a em música. Tem uma mensagem forte, mas positiva, e a melodia nasceu sozinha, só precisei cumprir com o que surgia nos meus ouvidos.

Peço desculpas pelos ruídos do vídeo, pois o vento atrapalhou um pouquinho, o que é compensado pela paisagem ao fundo, na minha opinião. A música ainda está crua, sem arranjos e sem produção, mas garanto que fiz de coração!

Se gostarem tenho mais músicas minhas para postar, e prometo gravar com uma qualidade melhor que esta. O que acham?

Fiquem agora com o vídeo, e logo abaixo, a letra na íntegra.

Comentem, compartilhem, e me deem sugestões e críticas para que eu possa sempre melhorar!

Insônia – (Kayte Araújo)

Eu bebo a insônia que você me causa

Você cheira a solidão

E assim seguimos nossos vícios

Corremos riscos

E cada um carrega o peso de seu coração.

Vou negar a tua mão

E aceitar o teu perdão

Porque daqui não levo nada seu

Nem a dor e nem a culpa pelo que escolheu.

Não foi a mim que você perdeu, não

Não foi por mim que você sofreu, não

Você sabe que no fim é…

Sobre seus atos inconsequentes

Sobre o amor que você diz que sente

Mas que não tem nem quando se olha no espelho

Basta olhar pra dentro de si

Pra perceber que para seguir

É preciso se amar primeiro.

Eu não vou, eu não vou, eu não, eu não vou…

Eu não vou mais, eu não vou mais…

Beber a insônia que você me causou

Então sem essa de solidão

Mas vou negar a tua mão

E aceitar o teu perdão

Porque daqui não levo nada seu

E você sabe que no fim é

Tudo sobre você, não eu…

Sobre seus atos inconsequentes

Sobre o amor que você diz que sente

Mas que não tem nem quando se olha no espelho

Basta olhar pra dentro de si

Pra perceber que para seguir

É preciso se amar primeiro.

Se dê uma trégua

Ame a tua vida

Chega de desespero

Se dê uma trégua

Ame a tua vida

Me tire desse pesadelo, pesadelo…

Só você pode se curar…

Eu não posso mais te ajudar…

Você sabe que é o fim, é…

P.S.: Quando fui editar o vídeo percebi que eu engoli algumas frases da letra, mas a mantive escrita na forma original aqui e espero poder gravar esta música em estúdio para mostrá-la completinha para vocês. 😉

 

#Beijos #GoodVibes

Musicando #7 – Menino lindo eu quero morar na tua rua…

Olá Pessoal!

Não reparem o atraso, please! Hoje (segunda) o dia foi corridíssimo, esqueci de subir o vídeo antes de sair de casa, e quando voltei à noite, o lindo do Youtube estava lerdo. Mas enfim, “aqui estou na difícil missão” de postar o COVER DA SEMANA!!

E trago para vocês uma versão de uma música do Charlie Brown Jr., que eu adoro! Ela estava na minha cabeça no dia em que gravei, e saiu quase de primeira quando tentei tocá-la. Então resolvi postar assim mesmo, ainda crua, mas de coração!

É uma versão doce e afeminada de uma das tantas canções rebeldes com letra romântica que o Chorão fazia tão bem. Esta banda marcou uma época de minha vida, e esta era uma das músicas que eu mais escutava e me identificava. Amo as letras desse eterno poeta, que tantas vezes pareceu escrever sobre a minha vida, (e acho que deve ter acontecido o mesmo com metade da minha geração…rsrsr). Era e ainda sou super fã do estilo dele e de tudo o que ele construiu no cenário da música nacional, e ainda lamento muito a grande perda que sofremos precocemente.

Então fica ai minha singela homenagem a esta grande banda da geração dos 90+, e espero que gostem!

 

 

Você deixou saudade

#Beijos #GoodVibes